CLXV
Textos sobre Psicologia
Gravitação Psicológica

Aquilo que somos é o resultado da soma de muitos fatores, tanto externos como internos. Somos o resultado de vivências, influências e muito mais.

Quando observamos a vida dos indivíduos, sempre há aspectos de sua vida as quais não concordam, as quais tem ânsia por mudar, por resolver.
O Problema é que querem resolver a situação, querem resolver o evento, querem arrancar de suas vidas uma doença, algo que sentem ser um problema, uma dificuldade e no fundo isto é inútil, mesmo que conseguissem.

O Que estas pessoas ignoram, é que mudar as circunstâncias não altera o fato de que se chegamos até ali, se fomos levados a tal situação difícil, se fomos atraídos a tal ou qual armadilha, seremos novamente, exatamente porque é o que levamos dentro de nós mesmos, aquilo que somos, que nos conduz até estas regiões, até estas situações.


Se uma pessoa escolheu mal sua profissão, se acredita que escolheu mal seu conjugue, se está insatisfeito por estar doente, se está infeliz com os aspectos gerais de sua vida, se não tem os filho que gostaria, ou mesmo se não tem filhos, e assim por diante, ocorre que de nada adiantaria escolher novamente sua profissão, trocar de conjugue, curar-se, ou tentar rever qualquer aspecto de sua vida, sem que antes mude o que é, sem que antecipadamente altere profundamente em seu íntimo, sua natureza, sua Alma.
Isto porque fará simplesmente mais uma vez más escolhas, resultará que escolherá outra profissão que lhe deixa infeliz, terá outro conjugue tal qual já teve, se verá mais uma vez na mesma situação que já esteve, em qualquer que seja o aspecto.

Claro que tudo é sempre diferente, mas no fundo acaba sendo mais do mesmo...
Por isto que o importante sequer é a situação exterior, e sim a origem de tudo isto, dentro de nós. Se nós extirpamos em nosso interior a força que faz com que tais eventos, que tais pessoas, sejam atraídos para nós, resulta que tais eventos se resolvem matematicamente, que tais pessoas perdem o interesse, a ligação e naturalmente se desfazem quaisquer problemas que possam existir.


Há que se entender verdadeiramente que se um dia escolheu algo mal, é muito provável que repita infinitamente a mesma escolha, até que aprenda o que tem de ser aprendido, entenda o que tem de ser entendido. Então sim é possível mudar em seu interior a origem de tal tragédia e alterar drasticamente por meio desta nova natureza transcendente o aspecto e o rumo de sua vida.

Nós somos e sempre seremos atraídos a eventos e pessoas que sejam relacionados ao que levamos em nosso interior.
Somente alterando o interior, verdadeiramente mudamos o exterior.
Mudanças exteriores tem certa influência no campo interno, mas sem que haja verdadeiramente uma profunda e verdadeira transformação radical dentro do indivíduo, ele será sempre e mais uma vez atraído as mesmas circunstâncias e aos mesmos indivíduos.


E ainda que alguém consiga afastar-se por meio da vontade ou mesmo por conta de traumas de certas circunstâncias até o fim de sua existência, ao retornar mais uma vez ao mundo, continuará mais uma vez a repetir o mesmo drama, porque não fez realmente Consciência de tais eventos, porque não liberou-se realmente de tais criaturas e situações.

As pessoas vivem em uma prisão, não porque os eventos lhes prendem, mas porque seu interior lhes conduz até tal prisão exterior constantemente, porque dentro já está presa e continuará presa até que atue, até que realmente altere sua natureza

25/02/2019