zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Psicologia
Amplitude da Consciência

O Homem atual, as pessoas em geral, conhecem dois estados de consciência os quais são o sono, e a vigília.
O Sono da Consciência ou estado de sonhos, são o que vemos quando estamos em repouso e ficamos identificados com as mais variadas cenas e histórias os quais chamamos "sonhos". Claro que isto algumas vezes ocorre no próprio estado de vigília, quando as pessoas estão em posse de seu corpo físico e sonham tal qual como fazem nas horas de repouso do corpo.
O Estado de vigília é um nivel acima do sonho, pois estamos mais ou menos em posse de alguns sentidos e menos suceptiveis a certas expressões subconscientes.

Alguém estar com consciência desperta, algum nível além da própria vigília é muito raro, raras vezes as pessoas experimentam estes estados alterados de consciência, geradas pelo espírito.
A Maioria das coisas que tomamos por "normais" e "cotidianas" se temos um instante de consciência, tornamo-nos conscientes sobre a natureza das mesmas e de sua incompatiblidade com a consciência.

O Problema nisto tudo é que não temos este centro permanente de consciência, nos alteramos entre estes estados de vigília e de sono, e mesmo as raras expressões da consciência acabam sendo suprimidas posteriormente por nossa identificação com os fatos da vida.

Claro que estes estados de consciência nos marcam profundamente, o mundo normalmente toma um gosto distinto quando temos a chance de experimentar a expressão da consciência. Pois ainda que não estejamos mais naquele estado e percebamos o mundo dentro do que seja os olhos do espírito, fica muito bem gravado em nossa memória e em nossos sentidos a experiência divina a qual experimentamos e esta nos serve de um constante chamado a fusão espiritual.


Conforme vamos despertando a consciência, por estarmos eliminando nossos defeitos, trabalhando com a energia criadora, sacrificando-nos pela humanidade, vamos tendo períodos cada vez mais longos de consciência, estes que em suas primeiras expressões duraram alguns minutos, podem vir a durar horas, dias, semanas, ainda que não consigamos manter o estado vamos aprendendo a encontrar as forças negativas que nos arrancam destas sublimes regiões e vamos nos elevando cada vez mais e por mais tempo a estes estados consciêntes.

Então o tempo consciente é um fator importante para analisar o progresso do despertar da consciência.

O Segundo aspecto que temos de observar no despertar é a frequencia com que ocorre este Despertar da Consciência.
Uma pessoa pode ter lapsos conscientes uma vez ao ano no começo de seu trabalho, posteriormente pode que consiga chegar a este estado a cada quatro meses, todos os meses e até mesmo uma vez por dia consiga se elevar até este estado.

Tudo isto são esforços que vamos tendo resultados graduais e naturais, sem sobresaltos, de maneira que naturalmente vamos alternando entre um nível e outro de consciência. Chega o momento em que até mesmo durante o repouso do corpo físico tudo é consciente, sem mais sonhos, sem mais fascínio, sem identificações.

O Terceiro aspecto que temos de identificar no Despertar da Consciência é a Amplitude e a Penetração de nossa Consciência.
Estar Desperto, estar em posse da consciência não quer dizer que estejamos exercendo a totalidade da capacidade da consciência afinal há muitos niveis e graus de desenvolvimento.
Esta Amplitude e esta Penetração é o assunto, a situação na qual a consciência expressou-se e a profundidade e como já foi dito o quão amplo foi a expressão sobre dito assunto, questão, fato.


Nossa Consciência é o verdadeiro medidor de quão bem ou quão mal vamos no caminho.
Se vamos adormecidos, sonhando, fazendo ações mecânicas, inconscientes, é claro que algo de errado estamos fazendo pois o caminho espiritual, os fatores de revolução da consciência, como diz o próprio nome, são para Revolucionar a Consciência, Despertá-la totalmente.

É Muito triste ver pessoas inconscientes guiando, sinceros equivocados imaginando que estão ensinando enquanto na verdade estão ampliando a inconsciência das pessoas.
Mesmo nos estudos gnósticos se formos observar a maior parte dos instrutores, estes nada tem de consciência, tem na memória a informação e na mente muitas teorias, nada experimentaram conscientivamente.

Nosso esforço tem de ser pelo Despertar da Consciência, ainda que este despertar nos leve a fazer ruir as bases do atual mundo e que este mundo nos condene a Cruz do Martírio, pois é o caminho que nos mostrou e que sempre nos tem mostrado o Salvador do Mundo.

08/01/14