zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Psicologia
A Mitomania (Auto-engano)

Quando dizem os Mestres que o caminho da Grande Obra, que a Senda da Auto-Realização Íntima do Ser é cheia de perigos por dentro e por fora, certamente não é um exagero. Luta-se contra tudo e contra todos e acima de tudo cada um tem de travar uma luta suprema contra si mesmo, e aí que muitos falham. Quem vence a si mesmo certamente não terá adversário no mundo, mas é raro quem não pereça nesta batalha íntima.

O Normal é que se perca o iniciado, pois é realmente um labirinto, cheio de perigos, de terríveis inimigos que um a um temos de enfrentar e vencer se queremos seguir adiante.


Alguns sábios Gurús (Mestres) antes de submeter seus discípulos a iniciação, costumam lhes advertir muito severamente e profundamente acerca do AUTO-ENGANO, que em outras palavras chamamos Mitomania.
A Mitomania é um delírio que pode facilmente fazer um indivíduo abandonar o caminho e extraviar-se definitivamente da Grande Obra.

Este tipo de auto-engano, está sempre relacionado a instituições e grupos de tipo esotérico, religioso, aonde um defeito psicológico do indivíduo (do neófito), cria alucinações, sem qualquer base na realidade e gera falsas-visões e falsas-vivências "espirituais" aonde o indivíduo entede ser um "Iluminado", um "Deus", um "Mahatma", um "Mestre".

Então este pobre neófito iludido por suas falsas visões, por este auto-engano íntimo gerado por um defeito de tipo psicológico. Atormentado por estas falsas visões egóicas, auto-declara-se como Iluminado, como Mestre, como Mahatma, sendo que o caminho é algo muito duro e este simplesmente sofre de um delírio de grandeza fabricado por uma das tantas falhas de tipo psicológico que possui.


O Mitômano não se apóia sobre bases reais, apesar de que muito comumente obtenha discípulos e muitos o considerem realmente um "Mestre", fica claro e óbvio que por estar baseado no ego, não é mais do que um sincero equivocado, no melhor dos casos. Assim é como surgem muitos "cegos guiando cegos".


O Ego, utilizando-se do subconsciente pode provocar diferentes tipos de experiências internas, como se fosse realmente algo gerado pelo espírito, pela consciência.
Desta forma o Ego Mitômano pode ditar "falsos oráculos", dar ordens falsas, orientações equivocadas, passando-as sob a forma como se fossem um Mestre nos mundos internos, ou o próprio Gurú. Na verdade formas falsas e ilusórias cuja real substância presente é o EU PSICOLÓGCIO.
Assim é como um agregado tomando a forma de Guru ou de Mestre pode induzir um discípulo ao erro.


O Mitômano tomado pelo orgulho, por este delírio de grandeza, costuma-se perder-se no abismo do erro, crendo que vai muito bem...


04/02/14