zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Psicologia
Responsabilidade

Como foi dito no texto anterior "Mais além do Bem e do Mal", nós inevitavelmente temos diversas particularidades únicas, as quais para nós são uma luz que nos guia, e para os demais são trevas já que não compreendem, não entendem o que realizamos, porque realizamos.
Aí entra o que seja o caminho individual de cada um, com suas respectivas responsabilidades e afazeres, os quais nem sempre teremos um estímulo externo, uma compreensão por parte dos demais acerca disto que realizamos, mas ainda assim é nossa responsabilidade e nos cabe fazer, no processo que vivemos, e por isto que temos de levar muito em conta os impulsos que percebemos sejam de nossa Consciência, que provenham disto que chamamos de Íntimo, do Real Ser, já que isto transcende o trabalho a nível de grupo e é o que realmente nos conduz até Ele, que é nosso Deus Individual, nossa origem, o qual é parte da Grande Divindade Universal.

Temos de entender muito bem isto do que seja esta conduta de grupos, que é o impulso que temos de fazer o que os outros fazem, de repetir o que os outros dizem, pois muitas vezes são situações e ações negativas os quais na verdade não só não nos corresponde participar, mas como pelo contrário, nos compete dar o real entendimento e desfazer o erro.

Já falamos acerca do que seja "Alinhamento, Obediência, Submissão e Oposição", e inevitavelmente se temos um trabalho concreto sobre nós mesmos, se estamos mais ou menos integrados com o Espírito, reconheceremos este mesmo Espírito, operando por meio dos demais e certamente haverá esta devida integração e obediência consciente, já que não é algo que precisa ser forçado, imposto.

Esta é certamente a grande diferença entre a Tirania e a autêntica Teocracia, uma obediência consciente.
Pois Teocracia, é o "Governo Divino", é a administração feita pelo espírito, e isto normalmente leva em conta uma doutrina, um ensinamento o qual serve de base para as ações e para as decisões de um grupo ou povo específico.
No entanto esta Teocracia é algo que se dá, ou deveria se dar, pela consciência dos indivíduos no sentido de reconhecer a presença do espírito neste ou nestes dirigentes e em suas orientações.


Se um diretivo pelo simples fato de estar em um posto superior a outro, dá uma orientação e esta orientação não está de acordo com a doutrina a qual está fundamentada esta Teocracia, ou seja, se não está de acordo com o Principio o qual é o próprio Poder Teocrático, esta Divindade, então não temos como seguir uma orientação a qual está falha, dentro da real Teocracia, anda que como um Tirano queira dar ordens alheias ao Principio pois está deslocado do canal teocrático autêntico.

Isto claro são assuntos delicados pois muitas pessoas usam este tipo de questão para rebeldias, para gerar desavenças, disputas. No entanto o que estamos dizendo é que temos de fazer consciência em nosso interior e esta consciência deve reconhecer a consciência nos demais e nas ações dos mesmos, nos colocando em harmonia com aquilo que seja similar a nossa natureza divina.
Ainda assim, contudo... não podemos deixar de recordar esta questão das Luzes, das Trevas... em geral o próprio Sistema Teocrático se organiza de maneira a que o Governante, o Diretivo, seja aquele que tem uma visão "melhor" da luz, uma integração maior com o espírito e por isto possa servir de intermediador das vontades internas espirituais.
Então não é incomum que não entendamos totalmente as ações, e que não tenhamos a total compreensão acerca das orientações, e aí entra a capacidade não de entender, mas de perceber sua natureza e então atender com aquilo que realmente sintamos seja desdobramento de um ordenamento divino.

Infelizmente o que dizemos aqui são apenas palavras, isto são referências a percepções, a dons, os quais temos de vivenciar nós mesmos e na prática compreender o que seja, como funcione.


Acima de tudo temos de compreender qual é nosso papel, o que realmente nos corresponde realizar tanto a nível pessoal, como a nível de sociedade(humanidade). E não estamos dizendo como um pensamento, ou como um "ideal", mas como um sentir superior que nos guia a estas realizações do Espírito as quais são a mais absoluta Teocracia que podemos ter em nossa vida, um Governo do Espírito, autêntico, perfeito.

27/10/15