zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Psicologia
Estabilidade, a busca

A Humanidade como um todo sempre teve uma infinita busca por estabilidade. Homens e Mulheres de todas as épocas sempre buscaram um ponto firme para ancorarem suas vidas, suas ideias, suas ações e esta é uma busca constante desde o jovem até o idoso, em todas as épocas.

A Estabilidade claro tem muitas manifestações e pode ser esta ligada a situação financeira, também pode ser de caráter social, pode ser uma estabilidade no sentido familiar, religioso, político, e dentre tantas ramificações que tem a vida.

As pessoas buscam umas nas outras este conforto da estabilidade, da segurança, sendo como vemos algo muito difícil de obter e explicaremos o porque.

Não existem duas forças que trilhem ao mesmo tempo um mesmo caminho porque não é possível que dois corpos ocupem o mesmo espaço ao mesmo tempo, e isto faz com que sempre exista diferença entre uma pessoa e outra na forma de sentir, na forma de pensar, na forma de atuar, até porque a vida está constantemente alimentando estas pessoas de vivências distintas e internamente também tem impulsos distintos de acordo com a natureza do Ser que levam dentro.

Duas forças podem até convergir e se encontrar em um mesmo ponto mas logo após encontrar este ponto estável de encontro se distanciam. É impossível imaginar que mesmo que alguém alcançasse uma estabilidade conseguiria sustentar esta estabilidade por um tempo indeterminado, isto é fantasia.

Estabilidade é em geral sinônimo de estagnação e a vida está em constante movimento, assim que sempre haverão eventos para tirar quaisquer estabilidades que tenhamos conquistado, ainda que leve um tempo para isto ocorrer.

Temos de entender que a vida é cheia de propagandas, de fantasias e a realidade é algo muito distinto do que imaginamos ser o ideal.
Nós temos ideais muito fantasiosos e incompatíveis com a realidade, e isto faz com que jamais o indivíduo possa ter uma mínima felicidade já que espera coisas inalcançáveis pois estão fora da normativa da vida e das leis existenciais e naturais.

Vejam que mesmo as Eras de Ouro que é comum um planeta ter, nada mais é do que um momento de descanso ao sofrido planeta, para que logo possa empreender sua jornada em ainda mais elevadas e amplas vivências no campo da revolução de sua natureza. Ainda assim esta Era de Ouro em geral é muito diferente do que a grande maioria possa imaginar, porque tem fantasias a respeito disto.

Tudo está sempre em movimento, já dissemos. A Estabilidade é algo impossível, dentro do campo da vida, somente no absoluto, integrados com o próprio Deus imanifestado é possível estabilidade, fora do Absoluto, ligados a natureza da vida, tudo é mutante e móvel, constantemente. A Estabilidade que devemos ter neste caso, fica claro que é uma estabilidade interna, de não nos deixarmos levar negativamente pelos eventos da vida, e saber aproveitar de tudo o melhor, e não buscar uma estabilidade ilusória e impossível de se adquirir.

O Ideal, aquilo que as pessoas "gostariam" que fosse, somente é alcançável por um breve momento que pode ser muito agradável e alegre, mas no fim termina sempre como uma dolorosa ilusão insatisfeita, porque não é sustentável, não é durável, não é fixo, e inevitavelmente é uma falsa propaganda criada em nossa psicologia seja pela sociedade, seja por um mal entendimento próprio que temos do que é a vida e como se manifesta.


Muitos crimes já foram feitos em nome da estabilidade, e grandes revoluções e mudanças são sempre necessários dentro do entendimento que as coisas começam e terminam.
Há forças universais que a cada instante ditam ferozmente o destino de um povo e de uma humanidade e há aqueles que integram-se com esta eletricidade espiritual e esgrimem o cetro de poder universal das realizações do próprio destino e há aqueles que são fulminados pela catastrófica e magnânima potência elétrica universal da vida.

Perceber e aproveitar as correntes universais é o indicado, até porque qualquer pessoa que bata de frente contra uma revolução em marcha certamente será esmagado por esta portentosa força.


Aos que pensam que mesmo a Obra Espiritual nos dá estabilidade, no sentido cotidiano da palavra, basta ver a vida dos sábios Mestres e suas constantes reviravoltas em seus processos e os terríveis momentos que tiveram de passar e as pesadas decisões que tiveram de tomar a cada passo do caminho.
Também basta recordar-nos que mesmo quem realize a Obra até o ponto de entrar no nirvana (céu), há muito mais por ser feito... e mesmo que chegue a completa e absoluta autorrealização do Ser, a Obra precisa ser refeita dentro de um novo processo ainda mais elevado, sacrificando toda e qualquer estabilidade mesmo espiritual que tenha conquistado.
Assim vemos que a Iniciação, principalmente, é um grande convite ao sacrifício da estabilidade, assim como é a própria vida, já que é o mesmo.

16/03/16