CLXV
Textos sobre Religião
Quando os Mistérios se Retiram

Fazem alguns dias recebi uma correspondência com o questionamento de um irmão a respeito da retirada da Luz que é dada aos Lumisiais, dos Altares e dos irmãos gnósticos, causando certa dificuldade na realização das práticas. Este irmão igualmente fez questionamentos bastante relevantes a respeito destes eventos individuais e institucionais que passamos.

Há Detalhes que os Mestres já nos avisam há muito tempo, sabemos que a Luz que temos nas instituições é a Luz dos Mestres que a sustentam. Tanto física como internamente, toda estas informações como aquela inspiração, o poder do local, nos é dado pelos V.M. que se fazem ali presentes para ajudar o estudantado a encontrar e despertar sua própria Luz.
Conforme os Mestres vão entregando os ensinamentos os ensinamentos que vão sendo repassados e caindo em desuso acabam por perder sua eficácia e isto é quando dizemos que os Mistérios se retiram.
Antes do final da atual raça, 50% dos mistérios serão entregues, dito isto reafirmo que não serão entregues apenas pelos V.M. com nome desvelado, mas por muitos dos irmãos que hoje fazem um trabalho sério na Grande Obra.
Claro que toda esta informação, símbolos, orientações, conhecimentos e práticas serão absorvidos por outras almas sedentas de luz, igualmente muito deste conhecimento será repassado como mera informação e acabará por corromper a eficácia do Mistério em algum momento.

Hoje vemos que dentro das próprias instituições gnósticas os mistérios se afastam e se escondem da maioria... os próprios Rituais acabam por serem realizados com uma infeliz monotonia, as instruções carecem de conteúdo pela falta de vivência daquele que a confere.. as regras e normas se proliferam e acabam por corromper não só a individualidade do iniciado que está fazendo algo, mas por prejudicar o desenvolvimento de suas virtudes e o progresso de sua integração com seu Ser.

É Realmente muito grave o momento que vivemos, é grave porque tentamos mesmo dentro do gnosticismo modificar as massas e mais uma vez pecando em realizar o trabalho interior e em cobrar de nós mesmos esta mudança. Nos dias atuais não é de se estranhar que as instituições que hoje temos estejam apoiadas na Luz de dois ou três irmãos que verdadeiramente conseguiram despertar isto em seu interior e conquistar seu lugar junto aos V.M. (Em cada país).

Não é uma questão de fecharmos as portas, mas de sermos mais sinceros e de cumprirmos com nossos Juramentos frente aos nossos irmãos e a Venerável Loja Branca e aos Veneráveis Mestres desta irmandade.

Vocês realmente acreditam que um irmão, uma pessoa qualquer, ungida ou não por instituições humanas, se cumpre com os requisitos de um iniciado (pratica e vive os três fatores), se frente a uma mesa roga ao bendito Pai, ao seu Ser, ao Cristo misericordioso que transforme aquele pão e aquele vinho em verdadeiramente CARNE e SANGUE do Cristo, não seria capaz de depositar ali estes átomos solares e servir de intermediário entre estes mundos? Sacerdote é aquele que é ungido pela natureza!
É Só uma questão de vivermos a gnosis, ninguém ficará só, nunca. Enquanto houver um irmão na face da terra lutando de verdade pela Obra de seu Pai, em favor do Cristo e da humanidade, ali estará uma Luz no Mundo e ao seu lado estarão os Mestres, Deuses e Elementais da natureza e toda esta série de forças que hoje se ocultam dos olhos físicos.

Sinceramente vocês acreditam que um irmão que DESPERTE de verdade para a Grande Obra, cujo Pai e este homem se afinem em prol de sua revolução, vá ir ao abismo porque morre em sua 108 vida? Que tolice seria para o Absoluto se as leis trabalhassem desta forma, são Leis mas são leis Conscientes, ninguém nunca está só em seu caminho, há irmãos que quando se movem, com ele nos mundos internos se movem exércitos, é algo espantoso de observar.
Imaginem o que é o resultado de uma cadeia aonde se pede proteção, se fizemos isto de coração, se temos méritos e se a lei permite, ali estão criaturas terrívelmente divinas.

Hoje vivemos um deserto esotérico-institucional, desde a retirada do Mestre Lakhsmi o povo passou a viver de sua própria Luz, como disse isto não significa que estejamos sós, senão que o Mestre se retira para que cada irmão cumpra com o papel que lhe corresponde no espaço do cosmos infinito.
Vejam que quando o Sol está no céu, não podemos ver as estrelas que são Sóis mais distantes... assim faz o Mestre, ele se retira e retira sua Luz para que outros além dele igualmente possam brilhar e iluminar o coração e a consciência daqueles sedentos por Luz. É assim que se fabricam Mestres.

Não é porque não vemos o Sol que ele não está lá a brilhar por nós e nos aquecer nosso corpo e nossa Alma, para isto estão ativos estes Mestres com nome Desvelado nas instituições.


Façamos VIDA destes Mistérios que o céu tem nos brindado, não deixemos que a falta de mística e a má vontade acabem por eliminar o que ainda resta de valoroso nos ensinamentos destes Veneráveis Mestres.

Sei que hoje mais que nunca dia e noite há ataques constantes por parte da Mão Negra, mas não podemos nos esquecer a quem servimos e o propósito de nossa Obra, a obra é nossa, porque aceitamos a vontade do Pai como nossa, por isto a Obra dele é Nossa Obra, e basta apenas uma palavra do Pai para que a Mão negra cai por terra com suas ações.

Não desanimem irmãos, nunca estarão sós.

08/09/11