zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Religião
O Número de Almas Perfeitas

Hoje me vem a memória uma muito antiga experiência interna premonitória aonde me via em um certo Monastério Gnóstico dando uma conferência e que após três meses desta premonição a mesma ocorreu como se esperava que ocorresse. Me recordo que já tinha esta conferência preparada e que se chamava "O Triunfo de Pistis Sophia", que no fundo era uma série de revelações acerca da Luz e do Fogo, alguns Mistérios da Cruz, e o relativo a exatamente o tema que hoje vamos rememorar, que é "O Número de Almas Perfeitas".


Quando falamos do "fim" de uma raça, não estamos simplesmente falando de datas, estamos falando de eventos que são os que definem e determinam este fim. Claro que sempre existiram estimativas e datas aonde eventos cruciais acabam por ocorrer e que mudam não apenas a psicologia das pessoas, mas sua fisiologia e muito mais que isto.
Ainda assim, a vida existe para que as Almas se façam perfeitas, e quando este número de Almas Perfeitas se conclui, termina-se uma raça, o que claro é uma condução que leva um número mínimo de tempo e que certamente tem um máximo de tempo possível para acontecer.

Claro que quando as Almas vem ao mundo elas não tem a capacidade de fazerem-se perfeitas, elas erram, elas tomam muitos caminhos, mas em fim se encontram e trilham esta jornada até a Luz. Conforme uma quantidade suficiente de Almas termina esta jornada, finda-se o processo e impossibilita-se que outros mais entrem no Reino da Luz.
É Certo que este esforço por avançar não é perdido, mas a partir do momento que está formado o número de Almas Perfeitas, as portas da Luz se fecham, e os Mistérios não são mais acessíveis, bem como não é mais possível avançar em direção à Luz efetivamente, ou mesmo o Arrependimento já não é mais uma possibilidade.

O Ingresso aos mistérios, o Avanço da Obra, o Arrependimento, somente é possível enquanto não se atinja o número de Almas Perfeitas.

Os Maiores Mistérios existentes e a cabeça de todos os Mistérios, estes que perdoam não apenas os erros cometidos mas mesmo os erros que se venha a cometer, se relacionam com a renúncia do mundo e tudo que há nele. Algo que claro não é possível dependendo do estágio que esteja a Alma, mas que conforme avança nos Mistérios e no Encarne da Luz, faz-se plenamente viável e possível.


Nós não devemos jamais nos preocupar com o quesito "tempo", ou se o número de Almas Perfeitas está para ser formado ou não, se estamos sinceramente de verdade lutando dentro do limite do possível e do impossível para avançar, para trilhar verdadeiramente este caminho.
Mas fica o Alerta para aqueles que ficam no erro, e no delito esperando que ao fim tenham tempo de Arrepender-se. Há muitos indivíduos que realmente cometem o mal sabendo que podem Arrepender-se eventualmente ou que podem ser perdoados por Luzes Maiores. Infelizmente o desencarne pode se dar de maneira inesperada e sem arrependimento este pode ser levado a regiões de onde não há retorno. Igualmente pode formar-se o número de Almas Perfeitas e este não será escutado em seu Arrependimento nem será iluminado pela Luz, pelo Mistério que perdoa os pecados.

"Conheço as tuas obras, que não és frio nem quente; quem dera fosses frio ou quente!
Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca.
"
Apocalipse 3:15,16

06/02/2018