zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Religião
O Mistério do Nome do Dragão

"Fazei-vos amigos de Mammón o Injusto, a fim de que se os cabe permanecer atrás, ele possa recebê-los em seus tabernáculos eternos" - Lucas 16:9

Aquele que é justo com a Luz, recebe a Justiça da Luz, aquele que é justo com as Trevas, recebe a justiça das Trevas, o injusto...

Certa vez o Cristo Nazareno Jesus disse, que mesmo um homem sendo um grande pecador, ainda que houvesse recebido um mistério da luz e que não houvesse o realizado, que o tenha transgredido com o pecado e que não tenha se arrependido, quando de sua morte, se soubesse um dos doze nomes dos que guardam a Região das Trevas, seriam liberados sem nenhum dano e sem nenhum sofrimento, porque este conhece o Mistério do Nome do Dragão.


Claro que como não são merecedoras estas Almas do Tesouro da Luz, e como escapam das Trevas por meio deste mistério, elas necessitam ser vertidas novamente ao mundo para que possam encontrar os Mistérios e ter novamente a chance de adentrar no Sendeiro Luminoso.


A Verdade é que muito pouco realmente conhecemos do Mundo e do que está mais além dele. A Própria Luz Escura (Invisível), nada mais é do que um desdobramento da Luz Universal.

Quando é dito na Pistis Sophia Desvelada que "Demonius Est Deus Inversus", e que "No Averno está a outra face de Deus", realmente está se afirmando que Deus em sua totalidade abarca todas as coisas e em todos os lugares se faz presente e ativo, ainda que de misteriosas maneiras.

A Divindade abarca todo o existente e não podemos imaginar nenhuma região ou coisa que não tenha sido uma consequência de sua vontade, e de alguma necessidade.
Se o erro precisa ser consertado e se existe uma região para corrigir este mal, é certo que Deus de uma maneira ou de outra se faz ali presente e é a força determinante de toda força que ali atue.
Para que não se confunda o Deus da Luz e o Deus benevolente e amistoso, com sua outra face, talvez seja mais fácil separar estas luzes em diferentes espectros, em diferentes formas e amplitudes, mas é certo que de certa altura para cima, de certos processos para cima, se sabe claramente que a Grande Divindade é sempre a soma de todos seus desdobramentos, Celestes ou Abismais.


Falamos destes Mistérios e destas profundidades não com o objetivo de atrair as pobres pessoas ao Abismo ou para incitá-las a um caminho obscuro, mas para alertar acerca do que é a letra morta e o que é a letra viva, do que são teorias que tal qual larvas vivem e consomem a mente das pessoas, e do que é a verdade transcendente que liberta e libera nossa Alma.
Nosso objetivo aqui hoje não é escandalizar ou ferir a razão do leitor, mas alertar que nada conhecemos e que ao fim nada sabemos acerca de nada, e mesmo aquilo que digam, mesmo aquilo que seja evidente, nem sempre é a absoluta realidade.

Realmente necessitamos atravessar este véu do mistério que cobre o mundo e desvendar as maravilhas que ocultamente movem a esfera e o que há além dela.

A Verdade jamais poderia ser transmitida de um indivíduo para outro, é possível entregar a bênção de um mistério, é possível indicar o caminho de um Mistério, mas cada mistério necessita ser evocado, criado, por cada um que o almeja. Claro que como já dissemos, por vezes é permitido e é possível executar um mistério para outrem, mas geralmente são soluções temporárias e de condução, não de resolução absoluta como o Encarne destes Mistérios.

"A Luz da Luz deve salvar-nos pelo Mistério do Seu Nome e o Poder da Sua Graça." - Pistis Sophia Desvelada

08/02/2018