zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Religião
Leis Humanas, Leis Naturais e Leis Divinas

Para aonde olhamos existem leis. Toda a existência, seja ela espiritual ou física, é regida sempre por leis.
A Lei é um organizador inteligente de todo o criado, é um Menestrel que faz cada criatura emitir seu próprio tom que lhe corresponde.


Existem muitos tipos de leis, e todo aquele que transgrida a lei, que não cumpra com suas regras, necessita pagar o preço por suas faltas.

Na humanidade vemos que existem leis humanas, estas são regras que permitem uma convivência harmônica e pacífica entre as pessoas, os povos. Cada povo tem suas leis, sempre de acordo com o tipo de dificuldades que possam encontrar.
Quanto mais delitos comete um povo, mais leis existem, mais regras são criadas e detalhadas para evitar estes trapaceiros, arruaceiros e delinqüentes.

Por isto vemos, que na criação, quanto mais espiritual é algo, quanto mais Divino seja uma criatura, por menos leis ela é regida.
A Própria criação tem seu início em base a uma única lei, que vai se desdobrando e se multiplicando até chegar a esta região tridimensional aonde temos este corpo físico, de quarenta e oito leis.

Se uma criatura está de acordo com a Lei maior, se ela se baseia no fluxo e no refluxo das correntes supra-naturais da vida, ela é a própria lei encarnada, e ao não estar em desacordo com a lei, não há leis (em grande quantidade) que a regem.
Conforme comesse a se distanciar e a ter impulsos e a atuar em desacordo com a parte espiritual, com as leis primárias, ela passa a regiões inferiores e a ser regida por mais e mais leis.

No abismo, vemos que existem muito mais leis. No purgatório, na primeira região do abismo, já são 96 leis regendo. Assim cada região abismal, cada vez que nos aprofundamos mais, mais leis passam a reger a natureza desta criatura.


Mas na vida cotidiana, vemos que se uma pessoa viola as leis terrenas, criadas pelos homens, ela é regida por mais leis ainda. Veja que uma vez que a pessoa já cometeu um delito, ela já não é mais ré primária, e já há mais regras que a ela são impostas, demonstrando que não apenas internamente, mas fisicamente ocorre o mesmo.
Vejamos que quando uma pessoa é condenada, ela ao ser encarceirada, ao ir para cadeia, ela inclusive perde a liberdade de ir e vir, a liberdade em realmente muitos sentidos, são mais e mais leis que a ela se impõe. Ela fica afastada, distanciada das pessoas que poderiam ser prejudicadas por esta que foi presa.


A Natureza reage de forma muito parecida, se formos observar a fundo. A Natureza, como sistema de vida e equilíbrio espiritual e biológico, tem suas leis, suas normas.
Quando o homem viola as leis da natureza, seja em si mesmo, já que o homem faz parte da natureza, ou seja com ações para com o mundo, para com as plantas, os animais, os vegetais, qualquer coisa existente, a natureza reage criando novas situações e novas regras, exatamente para corrigir o curso do que esteja errado.

Todas as humanidades, todo o final de uma raça de ferro, como a que vivemos, sentiram-se superiores a natureza, quiseram realmente inventar suas próprias regras e ignorar a resposta que a natureza dá a cada evento que faça o homem. A Verdade é que a natureza nunca poderia ser vencida, ou subjugada, a não ser pelo Espírito, pelas leis espirituais.

Por isto que a Obra é esta fusão do homem, da natureza com o Espírito. Vida e morte são leis naturais, para o espírito tudo é eterno. Para o homem, só existe o eterno momento.
Então que a dualidade, a multiplicidade e a unidade, devem unir-se para que possamos realizar a Obra.


Há muitas ações que ocorrem para conosco na vida, que não sabemos a origem, mas se formos estudar, vamos observar que se relacionam com a violação de um destes três tipos de leis.

Problemas sociais, quase sempre tem sua origem na violação de leis humanas.
Problemas biológicos, tem por origem, na maioria das vezes, a violação de leis naturais.
Problemas morais, tem sua origem no delito frente as leis Espirituais.

Se uma pessoa abusa da sexualidade, ela tornar-se á, impotente, porque violou as leis naturais de pausa magnética.
Claro que há delitos que podem englobar violações para com os três tipos de leis, e claro que se torna mais severo.

Se caçamos a animais silvestres por exemplo, podemos estar violando leis humanas, leis naturais e leis espirituais, dependendo de como e porque isto ocorra.


Mas o ponto chave, o assunto que queremos realmente chegar, são estas questões de Leis Espirituais.

Como saber quais são as leis espirituais? Aonde encontrar sabedoria para nos guiar pelas leis do Espírito?


...


Por acaso Moisés não nos entregou os mandamentos? Os Dez mandamentos da lei de Deus? Isto é o mais básico que cabe a cada um cumprir.
Claro que não é apenas isto, e a forma como isto foi entregue, logicamente engloba questões mais amplas do que a pessoa possa compreender.

Mas é iniciar pelo o que sabemos, e logo assume a Consciência da Pessoa, o Ser (queira Deus), e vai saber por consciência o que cabe ou não fazer, o que deve ou não lhe corresponde fazer.

Porque há coisas que fazemos que são belas para a humanidade, mas são grandes aberrações do ponto de vista da natureza e do ponto de vista das Leis Espirituais.

Há questões nisto que poderíamos detalhar, mas sinceramente não vemos sentido em alimentar o intelecto, e é melhor nestes momentos apenas indicar o caminho, e que cada um se apóie em usa própria consciência e que saiba chegar a suas próprias realizações, que lhe cabe fazer.


08/08/13