CLXV
Textos sobre Religião
O Sacerdócio segundo a Ordem de Melquisedec

Um Sacerdote é um homem que serve de vínculo, de elo entre a Divindade e os Homens. É um homem que dedica sua vida para Deus e torna-se um intercessor entre estas duas forças.

Existem quatro tipo de Sacerdócios e de Sacerdotes à saber:
- O Sacerdócio da Vida;
- O Sacerdócio do Lar;
- O Sacerdócio do Ofício;
- O Sacerdócio segundo a Ordem de Melquisedec.

O Primeiro Sacerdócio se relaciona com a forma que atuamos frente as demais pessoas, é a Obra de cada pessoa, e também é saber lidar com as coisas do mundo, viver sabiamente e manejar harmonicamente os aspectos da vida e da convivência com a humanidade. O Homem é um intercessor entre seu Deus íntimo e as demais pessoas.

O Segundo Sacerdócio se relaciona com o Grande Arcano e com a Magia Sexual; No Sexo encontramos um rito sagrado que nos permite chegar a Deus por meio deste Altar Vivo que é a Magia Sexual. O Sexo é a base de todas as transformações morais e físicas. Nosso corpo físico é criado pelo sexo, e o Templo do Deus vivo, os corpos internos, são criados pelo magistério do fogo, a força sexual. No sexo o Homem e a Mulher são oficiantes de um Rito tão antigo quanto as eras.

O Terceiro Sacerdócio é a permissão para oficiar ritos litúrgicos à um povo, é tornar-se este bom pastor de homens e mulheres que estejam realizando uma Obra, buscando verdadeiramente integrar-se com sua divindade interior. Este já é um ofício de tipo superior, quando o Sacerdote realmente o que expressa é seu Ser e sua Consciência. Da necessidade de guiar um povo e de ajudar este povo, realiza-se plenamente este Sacerdote por meio deste povo.

O Quarto tipo de Sacerdócio, é o mais importante e o reservado à aqueles dispostos ao Grande Sacrifício, o Sacerdócio segundo a Ordem de Melquisedec.

O Sacerdote de Ofício, aquele terceiro tipo de Sacerdote, ele realiza sua ritualística, exatamente para interceder pelo seu povo, e por si mesmo, para lavar seus pecados e daqueles que o seguem, por meio do Cristo e a força crística que é liberada atomicamente no Trigo e na Uva que ali são o Pão e o Vinho, já como realmente e verdadeiramente Corpo e Sangue do Cristo.
O Sacerdote de Ofício, este terceiro tipo, é tido em grande número, mas pela morte são impedidos de seguir Sacerdotes.

O Sacerdócio segundo a Ordem de Melquisedec é o auto-sacrifício, este se purifica, se integra com seu Cristo Íntimo e por conseqüência não precisa mais pedir absolvição de seus pecados, porque não tem mais o Eu pecador. Também não precisa oferecer o Sacrifício Ritualístico, porque ele próprio é o Sacrifício.


"E, na verdade, aqueles foram feitos sacerdotes em grande número, porque pela morte foram impedidos de permanecer,
Mas este, porque permanece eternamente, tem um sacerdócio perpétuo.
Portanto, pode também salvar perfeitamente os que por ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles.
Porque nos convinha tal sumo sacerdote, santo, inocente, imaculado, separado dos pecadores, e feito mais sublime do que os céus;
Que não necessitasse, como os sumos sacerdotes, de oferecer cada dia sacrifícios, primeiramente por seus próprios pecados, e depois pelos do povo; porque isto fez ele, uma vez, oferecendo-se a si mesmo.
"

Hebreus 7:23-27

No entanto não conhecemos ainda um Sacerdote segundo a Ordem de Melquisedec, que não tenha vivido o pleno exercício dos outros Três Altares. O Quarto Altar é o Altar do Cristo vivo, e daqueles que o tem encarnado, e por este motivo, são eternos, e sendo eternos, são eternamente Sacerdotes, dentro dos preceitos do Altíssimo e da Ordem de Melquisedec.

Se observarmos isto dos três altares, veremos que estão intimamente relacionadas às perguntas feitas à todo aquele que bate as portas da sabedoria:
- Quais os deveres do homem para consigo mesmo?
- Quais os deveres do homem para com a humanidade?
- Quais os deveres do homem para com seus irmãos?

Se são irmãos, são criaturas que buscam a verdade e a justiça, e este que realiza este Ofício Santo para com seus irmãos, é tido como Sacerdote de Ofício;
Os deveres do homem para consigo mesmo, sendo algo interno, se resumem na Magia Sexual e da autêntica iniciação Branca, aonde tem por primeira etapa o Magistério do Fogo, a Magia Sexual.
Os Deveres do homem para com a humanidade exercemos por este Sacerdócio da Vida, com nossos exemplos, com nossas ações, com os frutos que colhemos de nossa Obra interior.

Aquele que realize plenamente estes três sacerdócios, aquele que Morra em seus defeitos, aquele que nasça nas regiões internas da natureza, aquele que sacrifique sua vida e seu sangue pela humanidade, consagrar-se á como Sacerdote, Sacerdote segundo a Ordem de Melquisedec.

"Mas este com juramento por aquele que lhe disse: Jurou o Senhor, e não se arrependerá; Tu és sacerdote eternamente, Segundo a ordem de Melquisedeque"
Hebreus 7:21

24/09/13