CLXV
Textos sobre Religião
O Ciclo das Escolas de Mistérios

No ano de 2011 Netuno completou seu ciclo ao redor do Sol, tendo atravessando o cinturão dos doze signos zodiacais.
Netuno leva 165 anos (por arredondamento) para fazer esta jornada ao redor do zodíaco.

A Maior particularidade deste Planeta é que seu ciclo impulsiona e determina o surgimento e a ocultação das Escolas de Mistérios.

"As Escolas de Regeneração tem épocas de atividade pública e épocas de trabalho secreto. O planeta Netuno governa ciclicamente a atividade dessas escolas." - O Matrimônio Perfeito, Cap. 6 - Samael Aun Weor.

Neste caso temos 165 dividido em dois ciclos, um público e um oculto. A Cada oitenta e dois anos e meio aproximadamente, se alternam épocas aonde estas escolas atuam publicamente e épocas aonde estas escolas desaparecem e ocultamente operam com aqueles que se fazem merecedores destes trabalhos.

Coincidiu o Inicio da Era de Aquário com esta época de atuação pública das Escolas de Mistérios, pois desde 1928 já havia iniciado este ciclo.


Com o fim do ciclo em 2011, iniciou-se um processo de ocultação destas escolas e duas possibilidades para estas instituições.
É Claro que com o fim do ciclo público de Netuno, ou há uma seleção destes membros, sendo realmente Homens e Mulheres dispostos a realizar a Grande Obra, e assim ocultando-se naturalmente em meio a uma sociedade que ruma ao absoluto Caos, ou então caem no erro fatal de todas as grandes instituições que é o distanciamento dos princípios espirituais que lhe deram origem e são desligadas espiritualmente dos princípios que regem tais grupos e instituições.

Hoje vivemos uma abundante e massiva divulgação da Grande Obra, aonde as pessoas tendem a acostumar-se e a conviver com estes ensinamentos como "algo a mais". Hoje abundam pequenos grupos que tentam simular e replicar o funcionamento destas autênticas Escolas de Mistérios.
Chega o momento em que a Loja Branca tem que "Cortar a Luz", e permitir com que aqueles que simplesmente replicam algo que desconhecem, afundem no Caos.

Assim terminado o ciclo de ocultação, pode-se restituir publicamente as Escolas de Mistérios e com uma nova forma, com novas palavras, chamar mais uma vez estes que tenham condições e queiram realizar a Grande Obra, publicamente.

Claro que a atual humanidade vive um período crítico e a Loja Branca e os Santos Mestres não deixarão a humanidade só, mas vivemos um ponto crítico aonde não podemos mesclar água com vinho, nem carvões em brasa com carvões apagados. Chega a noite e vem o momento que temos que nos manter puros e íntegros frente ao crítico momento que já se iniciou.


É o momento em que mais uma vez se levantam os reformadores e dão um fim a este cíclo público das Escolas de Mistérios.


Isto não significa fechar as portas, mas selecionar com mais cuidado, mais uma vez desaparecer em meio as trevas do mundo.

Hoje ainda vemos centenas de Religiões, Seitas, Ordens, Lojas... mortas, formas distantes dos princípios que os originaram, seguindo rumos meramente humanos, desligados de qualquer principio espiritual.
Há hoje um retorno à grande Matriz, para que se purifiquem os bons, e arrojem-se os maus.


E isto que falamos são questões que naturalmente vamos observar se vemos o estado da atual sociedade humana. Sem as Trevas, ninguém poderia reconhecer a Luz quando a visse.

Inicia-se um ciclo de Trevas! Para que futuramente ressurja gloriosamente a Luz!

03/10/13