CLXV
Textos sobre Religião
A Travessia do Mar Vermelho

A Fornicação é a raiz de todos os males, sem dúvida alguma.
A Falta de impulso à maldade que sucede o espasmo sexual, nada mais é do que a calmaria antes da Terrível Tempestade.
Com a queda sexual, vem a perda do magnetismo, a perda do amor e a cristalização e potencialização das diferentes maldades que existem dentro de nós.
Pode que o homem e a mulher não se sintam mal, de imediato ao perderem suas energias, mas verdade é que, ao longo dos dias e dos anos, o mutuo interesse diminui, e surgem brigas, por diferentes motivos, resultado da potencialização do mal dentro de cada um destes indivíduos.


Necessitamos recordar a passagem pelo Mar Vermelho.
A Serpente quando nos disse, que se comêssemos do fruto proibido seríamos como os Deuses, nos afirmava a absoluta verdade, claro que aquilo era apenas o começo de todo um processo, e ainda hoje esta mesma serpente que é a força criadora do Terceiro Logos, continua nos conduzindo nesta jornada a qual nestes momentos é ainda relativa a passagem pelo mar vermelho.
O Mar vermelho são as tentações e necessitamos sermos guiados por este Moisés, que na história nada mais é do que a mesma força que provocou a queda edênica encarnado.
Dentro de nós, necessitamos fazer aparecer a terra seca para cruzar o mar vermelho (o mar das tentações), e isto somente é possível com Alquimia Sexual, com a castidade e com o calor sexual que faz a água tornar-se vapores e faz ascender a serpente dos antigos mistérios, tal como nos ensinou Moisés nos mostrando sua vara.
É impossível cruzar o Mar Vermelho sem o sábio manejo das águas seminais da vida, e é exatamente isto que na atual raça, nos compete aprender, e neste momento que vive a humanidade. Aqueles que não aprendam a dominar suas próprias águas, perecerão nesta travessia. Claro que outros sem a guiatura de Moisés, conseguiram seguir o povo guiado por Moisés, por meio da terra seca, mas inevitavelmente pereceram, quando o povo escolhido passou as águas, afogaram-se aqueles que os perseguiam.


Há uma história, uma antiga história, que já foi contada de diferentes formas, e que simboliza muitos processos da vida, que é a que normalmente conhecemos como a Lenda de Prometeu, aonde este rouba o fogo dos Deuses e com este fogo, dá vida, em seu sentido mais completo à humanidade.
Isto em um primeiro momento, é o próprio Terceiro Logos, fecundando o Caos para que surjam os universos. Este drama é algo que se repete tanto no grande como no pequeno e que vemos acontecer não apenas no surgimento de um novo dia cósmico, mas ao longo das raças, como normalmente conhecemos, representando aquele momento da queda edênica aonde a Serpente conduz à Adão e Eva, que são um símbolo de uma humanidade inteira, a esta jornada que pode lhes conduzir até tornarem-se Deuses.


Atravessar o Mar Vermelho é um processo delicado e tanto dentro como fora de nós, necessitamos deste Moisés, que é a força capaz de nos conduzir por meio desta terra seca, imune as águas que poderiam esmagar e afogar qualquer um despreparado e desprotegido.
Aqueles que tentaram cruzar o mar vermelho, imitando a este povo que ia com seu guia, Moisés, foi tragada pelas águas e pereceu, exatamente porque necessitamos deste condutor, deste timoneiro, desta força, tanto dentro como nós, preparada para este processo.
Dentro de nós, já dissemos que refere-se a castidade, e este Moisés, poderíamos dizer é o mesmo Cérberus que nos permite sabiamente guiar-nos por meio do Abismo, ou mesmo aquele precioso fio que é capaz de salvar-nos do labirinto da dualidade já que é a força original de todas as forças o principio sexual sabiamente utilizado..


Infelizmente, tristemente, podemos saber todas estas coisas, podemos até mesmo ter consciência de tudo isto, e se não temos uma vontade, um sentimento, acerca disto, não sermos capazes de cumprir com isto.
Claro que a Consciência manifesta-se principalmente na Mente e a Vontade se manifesta no Astral e por isto que podemos ter o entendimento acerca de algo e não termos o devido impulso para cumprir com aquilo.
É algo que devemos buscar integrar, este Ser e este Saber, ou seja, esta Vontade e esta Consciência que em um nível mais baixo se manifestará como Pensamento e Desejo(ou vontade desdobrada).


O Eu para manifestar-se necessita passar pela região das ideias e também dos desejos. Quando uma ideia é impregnada de um desejo em realizá-la temos uma ação.
Assim as mudanças necessitam igualmente estar manifestadas no campo das ideias e no campo dos desejos, para tornarem-se ações.
O Ser necessita passar pelos diferentes veículos até manifestar-se no físico.

No mundo, este processo do Mar Vermelho, requer igualmente este Moisés, que é este personagem integrado com esta força maior, capaz de guiar e de conduzir o homem neste evento. O Cristo realmente é o caminho até o Pai, mas para chegarmos até o Cristo necessitamos vivenciar estes diferentes processos de nossa Obra e isto depende destas distintas forças as quais são a base para a manifestação do Cristo.

Moisés tem neste processo o maravilhoso papel de dar os devidos ensinamentos, o devido estímulo, esta guiatura para que não pereçamos nas tortuosas águas das tentações aonde se processa a vida.
Assim com sua consciência e com sua vontade, mostra a este povo a Terra seca, e o caminho para chegar até a terra prometida.


Mas a Antiga Serpente somente poderá entrar no paraíso, quando não necessitar mais guardar a porta dos mistérios, quando a última leva for atravessada ou tenha perecido no mar vermelho da vida.

Em outras palavras, ele deve terminar o trabalho que lhe foi encomendado.

29/06/15