zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Religião
Sacrifício Ritualístico

Todo o esforço, tudo aquilo que nos exige o máximo de nós, e até mesmo a superação daquilo que somos é um Sacrifício, é um esforço ao máximo, senão além de nossas capacidades em benefício de algo. Já um Ritual, é uma prática esotérica, um Ofício, uma cerimônia.

Todo o esforço Litúrgico, todo este sacrifício por cumprir um ciclo de atividades esotéricas, provoca uma forte atmosfera benéfica a integração espiritual e demais feitos, ou seja, uma poderosa egrégora capaz de abrir a atmosfera ao redor, para nossas realizações.

Toda a prática esotérica que fazemos de maneira regular, contínua, é um Sacrifício perene e constante que provoca um fortalecimento e uma grande expansão desta egrégora, seja individual, seja a nível de grupos.

Claro que para esta egrégora formar-se e fortalecer-se, necessita haver o equilíbrio e a harmonia dos participantes, bem como na realização do Rito, para que este seja perfeitamente proveitoso.

Esta constante repetição de um feito, gera uma energia muito especial, quando claro é feito de maneira consciente e plena (integrado).
Pequenas práticas acabam por mostrarem-se com grandes resultados quando as realizamos de plena entrega, realmente sentindo, vivenciando plenamente tais acontecimentos.


Vivemos dias muito infelizes, no sentido esotérico em geral. As pessoas apreciam muito ler, ouvir, falar acerca de temas esotéricos, teorizar, supor, no entanto não fazem o devido esforço por terem estas vivências.
Lhes digo que o que é ensinado, não é absolutamente nada, dentro do que sejam os ensinamentos que encarnamos ao vivenciarmos em todos os sentidos estas verdades.
Nós devemos aprender a ver a vida de uma maneira muito diferente, vivê-la de maneira muito mais plena, assim aprendendo de tudo e de todos, pois a cada momento, em cada evento, há uma infinita sabedoria a ser encarnada.

É muito interessante ver o antagonismo de certos eventos internos e certos eventos físicos, no sentido da percepção acerca dos mesmos.
Esta noite, dia 15, regência 15 (1+5 + 1+0 + 2+0+1+5), tivemos internamente talvez o mais transcendental evento que me recordo ao longo desta existência, no entanto no físico, vimos temporais, vendavais, o que muitos chamariam de tragédias (no Rio Grande do Sul).
Isto me fez recordar aos Terremotos que contam as escrituras ocorreram quando da "morte" do Cristo Jesus em seu Calvário.

Esse Mistério sabe porque é que as Trevas se levantaram e a Luz apareceu. E esse Mistério conhece porque é que as Trevas das Trevas se levantaram e a Luz das Luzes surgiu." - Pistis Sophia

15/10/15