zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Religião
O Espírito do Natal

Natal, em geral o Natal vemos é uma época de muita movimentação das pessoas, tanto física como interna, já que é um dos poucos momentos no ano que as pessoas mudam seus hábitos, mudam até mesmo sua forma de pensar, de sentir, ainda que por alguns poucos dias.
No sentido meramente material da vida cotidiana, nesta época muitas das pessoas viajam, reúnem-se com família com amigos, ou mesmo pelos feriados de Natal e Ano Novo, ausentam-se de suas habituais tarefas e passam a poder ver as cosias com olhos diferentes.

Esta é uma época de grandes influências celestes, também um evento de grande significado para o Planeta como um todo. Infelizmente vemos que este ano em especial as pessoas não tem sido capazes de captar a essência do "Espírito de Natal" que obviamente não é nada que cotidianamente fazemos nesta época e sim um princípio místico, espiritual, que tem o seu advento, seu despertar neste exato momento do ano.
Este ano o que percebemos é que este princípio não chega a todos, porque exatamente diferente de outras épocas não consegue transpassar as barreiras de ódio, de desconfiança, de desamor, de violência, de inveja, de luxúria, etc... Em fim, há uma egrégora negra cada vez mais espessa e mais impenetrável para cada vez mais afastar as pessoas desta Luz Espiritual que nesta época brilha intensamente não apenas fora mas dentro de cada um de nós.
Este ano em especial, serve exatamente para que tenhamos por nós mesmos de encontrar dentro o que já não mais encontraremos fora, o "Espírito de Natal".


De qualquer maneira temos de falar a todos e sabemos que nem todos aproveitam estes eflúvios internos, mas ainda assim, de qualquer maneira, a humanidade como um todo percebe que há algo diferente nesta data, muitos sofrem neste período, ficam sentimentais, ficam literalmente sem um norte, exatamente porque esta época quebra a mecanicidade que estamos acostumados e também serve como um Juiz para este ano que passou nos fazendo rememorar nossas vitórias e derrotas, nossos acertos e nossos erros. Em fim, é um período de revalorização, de reintegração e isto de alguma maneira todas as pessoas tentam fazer de alguma forma, ajustes que estejam dentro do que anseiam para suas vidas.

O Natal é uma das poucas, senão a única época do ano, aonde algumas vezes vemos uma solidariedade maior para com os demais, exatamente por um remorso, por uma chispa de consciência que nos faz ver nossos abusos e a consequência de nossos abusos na vida dos demais.
Se observamos isto do ponto de vista interno, no mais íntimo de cada um, é exatamente o reflexo desta força que se manifesta no mundo, que é o mesmo projetado em sua devida escala em nosso interior, como um chamado a este "Natal" que é o Advento do Cristo que é o verdadeiro sentido de hoje existirmos como Homens.


Este chamado à Cristificação, que é o Sacrifício voluntário do Cristo, depende obviamente do Advento de seu Nascimento que é comemorado como Natal.
O Natal Solar do planeta é o 25 de Dezembro e por consequência isto tem em nosso interior um reflexo muito grande que devemos saber aproveitar para esta integração com estes princípios espirituais que estão se manifestando grandemente por esta época.

Esta imensa dificuldade de todos para sentir amais profunda manifestação plena deste principio espiritual, faz com que todo esforço que tenhamos de fazer para integrar-nos com este principio seja compensado pois torna-se uma experiência profunda, muito intensa e transformativa.


É certo que temos não apenas de perceber, de sentir isto, mas encarnar e fazer parte de nós mesmos estes princípios Cristicos que preparam-se para vir ao mundo nesta época. Pois de outra forma, tornar-se-á apenas uma memória, uma sensação agradável e não um principio encarnado manifestando-se a cada momento e a cada escolha que façamos em nossa existência.

O Cristo não é um indivíduo, o Cristo é uma força como já dissemos em outras oportunidades, tal qual é o Magnetismo, e que se manifesta em todo aquele que esteja devidamente preparado, como ocorre com os metais devidamente polarizados, alinhados, integrados.
Assim que nestes momentos precisamos fazer este supremo esforço de alinhar-nos com este princípio para não apenas receber seus eflúvios mas tornar-nos parte desta Corrente soberana-universal que é o Cristo, fazendo este principio germinar ou mesmo desenvolver-se ainda mais nesta época que serve exatamente para este fim, revitalizar a vida espiritual do mundo e de cada um de nós.

Feliz Natal.

Paz Inverencial.

24/12/15