zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Religião
As Sete Religiões

O Mundo é certamente muito mais do que vemos, por detrás das aparências que se sustentam o mundo, há entranhas muito profundas, de Luz e de Trevas.
As Bases que sustentam o mundo são verdades ocultas de todos. Mesmo os Despertos não são capazes de ver a totalidade, assim que sempre há Níveis e Níveis.
A Verdade é que a Totalidade da Verdade encontramos quando trilhamos as Sete Sendas, quando encarnamos as Verdades Ocultas, das Sete Religiões existentes.

Nós todos estamos ligados intimamente a uma destas Religiões, nossa Alma, quando de sua primeira jornada Espiritual, de sua Primeira Iniciação nos Ritos Esotéricos, ficou ligada intimamente a uma das grandes Sete Religiões Existentes, cuja natureza mais íntima, cujo mistério a ser compreendido e encarnado é uma verdade única deste caminho.

A Saber, ainda que haja diferentes maneiras de expressar isto, as sete religiões são: A Religião da Vida, da Verdade, do Amor, da Glória (ou equilíbrio), da Força, da Justiça e da Morte.
Isto que estamos dizendo, está ligado exatamente a Raiz daquelas Antigas Ordens Esotéricas as quais surgiram na Aurora da Criação e que são a derivação principal da Vida, em seu Aspecto Espiritual.

Nós temos uma relação muito Íntima com uma destas sabedorias, e quiçás algumas Almas já tenham alguns destes aspectos encarnados totalmente, por terem utilizado este caminho, esta jornada, até a Divindade, em passados ciclos.

Muitas das experiências internas que tem as pessoas, estão ligadas a exatamente esta Religião a qual intimamente pertencem.
E é necessário afirmar que muitos passam a concorrer a estes Ritos, durante o horário de sono, depois do processo ao qual denominamos Quinta Iniciação de Mistérios Menores.


Os Ritos de cada uma destas Escolas são muito Íntimos e particulares, e certamente são um grande impulso para a Alma do aspirante a cada uma destas verdades.
Podemos citar o caso da Maçonaria, que está ligada ao fator Justiça. O Sexto aspecto da Divindade, a Sexta Verdade, é a Justiça.
O Próprio mundo em cada um de seus aspectos mais comuns e cotidianos, tem influência de cada uma destas Escolas de Mistérios, dentro daquilo que corresponde a verdade de cada escola, de cada rito.

Algumas noites atrás, assistia a uma destas atividades, concorria a escola espiritual a qual estou ligado Intimamente, e realmente as palavras ritualísticas me tocaram profundamente. Ainda que não seja conveniente repetir as mesmas palavras ditas, referiam-se aos problemas cotidianos e aos alertas referentes a equívocos que poderiam ser cometidos ao tentar resolver erroneamente tais problemas. Assim como advertindo, acerca do preço pago para solucionar tais dificuldades sociais e humanas.
Tudo isto, este trecho do Ritual, era um diálogo entre o Mestre que presidia a atividade e um dos Oficiantes auxiliares.

Nós realmente necessitamos conhecer a nós mesmos, encontrar nosso caminho, encarnar nossa Verdade, já sabemos demais de teorias e de conceitos, precisamos de fatos e verdades inefáveis para guiar-nos o caminho, precisamos trilhar por nós mesmos o caminho.

O Caminho não são teorias, o caminho real não tem nada de ver com o que se leu em um livro, com o que o outro disse, o caminho é algo que exige progresso, movimento, ação, realização. As pessoas confundem a verdade com teorias, confundem o conceito que tem, com algo que é inefável e permanece ainda oculto.
Não é possível desta maneira trilhar a Senda Espiritual... Necessitamos revalorizar aquilo que achamos que sabemos, aquilo que temos, para então buscar a verdade, e assim realizar o que corresponde a cada um de nós.

30/10/17