zzzzzzzz

 

CLXV
Textos sobre Religião
O Mistério do Inefável

Existem dois aspectos no relativo aos mistérios, conhecê-los e executá-los.
O Que conhece este mistério é sábio, o que o executa é perfeito.

Dentre todos os mistérios há um mistério que é a cabeça de todos os mistérios, um mistério que é superior a todos os mistérios e que apesar de sua profundidade, de sua grandiosidade é o mais simples e acessível de todos os mistérios.

Para que se chegue ao mistério necessitamos executá-lo. Uma vez que se viva o mistério o sabemos. Se o que sabe transmite o mistério o outro necessita ainda executá-lo, repetir a mesma façanha do primeiro para que encarne tais atributos que no fundo são a verdadeira natureza do mistério.

Quando o mistério em nós e por nós é executado, o mistério se entranha em nós e nós nos integramos com ele. Isto faz com que nos tornemos um com sua natureza e com a região de onde provém.
O Mistério que em questão nos referimos, sendo o Mistério Original, O Selo e a Palavra que são a economia da solução de tudo que foi dito e tudo que foi feito, nos conduz sempre até acima de todo o existente, acima das coisas vivas e das coisas mortas, do reto e do torto, acima do justo e do injusto, mais além e mais profundo do que tudo que é conhecido e mesmo do que é desconhecido, pois sendo o primeiro mistério do primeiro mistério, é a chave única e principal de todo o existente.

Para receber este mistério renunciai a murmuração, renunciai de escutar as conversas alheias, renunciai a vossa inclinação ao litígio, renunciai à calúnia, renunciai aos falsos testemunhos, renunciai ao orgulho e à arrogância, renunciai à gula, renunciai à indiscrição, renunciai à astúcia, renunciai à avareza, renunciai ao amor terreno, renunciai à pilhagem, renunciai à maledicência, renunciai à iniquidade, renunciai à falta de misericórdia, renunciai à cólera, renunciai às maldições, renunciai ao furto, renunciai ao roubo, renunciai à calúnia, renunciai à luta e à rivalidade, renunciai a todo ignorante, renunciai ao fazer mal, renunciai à negligência, renunciai ao adultério, renunciai ao assassinato, renunciai ao ateísmo, renunciai à falta de misericórdia, Renunciai às posições mágicas, Renunciai à blasfêmia, renunciai às doutrinas erradas, em outra palavras e ao fim, renunciai ao mundo e o que há nele, para que sejais digno de receber a solução final do Mistério Original o qual nos conduz ao Princípio Eterno Primordial de todo existente.

Aquele que execute tal mistério, será um incontido, tornar-se-á uma luz que não poderá ser parada ou aprisionada, moverá-se livremente até que chegue ao princípio da criação, o berço original de todo o existente, seu lugar de direito, por encarnar tais mistérios.


A Divindade por piedade e por infinita misericórdia, dá por vezes a conhecer a natureza destes mistérios, entrega a solução de sua palavra e o mistério de seu signo como forma inversa de conduzir aqueles dispostos, até tal região inefável, berço de toda criação.

Aquele que seja capaz de executar tais mistérios será superior a toda a hierarquia da própria luz, e sobressairá mais que todos eles juntos, estará mais além que todos os Deuses e será mais perfeito que todos os santos, tendo todo poder sobre o que é invisível e sobre o que é invisível, do princípio ao fim de toda criação.


Uma Luz assim tão grande não corresponde ao mundo, e quando no mundo, apenas limita-se para que não ofusque ao extremo o brilho de cada coisa, e destrua o mundo com seu poder.

Somente é possível conhecer a uma e única palavra de toda a Gnosis, quando se receba e se execute o Mistério do Inefável, pois é a síntese e a soma de todos os Mistérios.

22/01/2018