zzzzzzzz

 

Teúrgia
Ritual de Iniciação [CLXV]

- Este Ritual pode ser usado de forma a realizar-se uma auto-iniciação nos mistérios, comprometendo-se solenemente neste trabalho sobre si mesmo, e com isto obtendo as bênçãos e a Guiatura Interna necessária.
- Este Ritual pode ser utilizado como Iniciação formal, servindo de passagem entre a vida profana e a vida iniciática.

- Havendo Iniciadores (Oficiantes), as frases ditas pelos Iniciadores devem ser ditas de maneira alternada.
- Nas frases ditas pelos Adeptos, se alternará da seguinte forma:
1, 2 e 3 - 1, 3 e 4 - 1, 4 e 5, etc.
Ou seja, o Primeiro Oficiante diz a primeira frase, então o segundo e o terceiro dizem as subsequentes.
Posteriormente o Primeiro Oficiante diz a próxima, o Terceiro dá sequência então o quarto, e mais uma vez repete-se o processo até que se atinja o número de oficiantes presentes.
Por fim, quando o último diga sua frase, faz-se a ordem decrescente da leitura, no caso, 5, 4, 3, 2, 1, como no exemplo.
Os Oficiantes serão todos aqueles iniciados que participarem do Rito. Eles representam a vida depois do Umbral, e os conselheiros desta jornada mais além da vida comum e cotidiana.


Este Ritual somente deve ser administrado à pessoas que realmente estejam dispostas a trilhar a senda da autorrealização e que realmente anelem mais que tudo, a integração com o Íntimo, o encarne de sua Divindade.
Quaisquer dúvidas acerca das qualidades do futuro Iniciado devem ser avaliados antes da submissão ao Rito.
Se em qualquer momento do Ritual o iniciado der mostras que não está disposto, se finaliza a Atividade, ainda que possa ser submetido em outro momento, até que se realize de maneira satisfatória para todos os Oficiantes (que todos estejam de acordo com as respostas e a vontade do mesmo).
Caso algum dos Iniciadores discorde da passagem, por conta da falta de firmeza ou do entendimento do Neófito, este próprio executa o "(Se a resposta do Candidato for negativa em qualquer momento)".


Ritual:

Invoco aos primeiros Deuses, os reitores da Aurora, os construtores do universo, para que testemunhem meu juramento.
Invoco as hostes celestes, os eleitos, os elevados, os sublimes inefáveis, para que escutem minhas palavras e tomem minhas medidas.

Hoje pronuncio a velhas palavras, evoco ao primeiro rito, e me comprometo, assim como fizeram os primeiros homens.
Sou o que bate a porta secreta e pede passagem até a grande divindade.
Escutem meus rogos.

Escutamos as tuas palavras e aguardamos teu juramento.
Até aqui muitos chegaram, ainda que a grande humanidade nunca tenha sequer ouvido falar de tais mistérios.
Ainda assim, o que está desta porta em diante é um mistério mesmo para nós.
Se te sentes capaz de atravessar este umbral e desafiar o antigo dragão, o fazes por tua conta e risco.
Te aconselharemos, te ajudaremos no que for possível, mas cabe a ti mesmo enfrentar em tua solidão tais processos terríveis.

Seria impossível para nós descrever os horrores e também os prêmios que te aguardam, mas também seria inútil.
Cada um deve por si mesmo trilhar este caminho, cada um deve por si mesmo, encontrar seu caminho.
Estás disposto?

(O Canditado responde livremente.)

O Que acredita que te esperas?

(O Candidato responde livremente.)

Se fores digno, encontrarás belezas e glórias, e mesmo que não ainda o sejas, se estiveres disposto, tornarte-á merecedor de todas as dádivas e mistérios reservados apenas para os eleitos.
No entanto te advertimos, o caminho é duro e cheio de perigos e enigmas de dificílima solução.
A Semente que busca a luz, deve primeiro ser plantada no seio da terra, é nas trevas, no amargor da profunda escuridão que inicia sua jornada a luz.
Prepara-te para amarguras, prepara-te para renúncias e sofrimentos...
A Vida cobra um justo preço de todo aquele que quer transcendê-la.
Se queres toda a luz, terá de dissipar todas a trevas.
Se queres toda a paz, terá de enfrentar todas as guerras.
Se queres tudo, deves dar tudo, ao que nada dá, nada lhe é devido.

Hoje encerra-se o que foi, e inicia-se uma jornada para tornar-te o que deves ser.
Veste-te com as armaduras da luz, pois provarás teu valor.
Até hoje te sustentamos com nossa sabedoria, nossa proteção, mas agora começa tua própria jornada, teu próprio caminho, para encontrar tua íntima sabedoria, e aprender a proteger-te e àqueles que não são ainda capazes.
A dor e o sofrimento que passarás, os perigos que enfrentarás, são reais e muito sérios...
Lhe advertimos no principio e reforçamos que até este ponto muitos chegaram, ainda assim é muito raro aquele que chega a meta.
Há mesmo Deuses que já estiveram um dia no lugar que hoje estás e prestaram este mesmo juramento, ainda assim apesar do tempo, dos esforços e dos incontáveis sacrifícios realizados, ainda não terminaram sua jornada, muitos deles apenas estão no começo, ainda que para ti estejam uma eternidade a tua frente.

As palavras que aqui dizemos são duras, mas são a mais absoluta verdade. Se conhecesses a história de cada um de nós, se escutasse nossos lamentos e soubesse de nossas angústias, partiria daqui sem jamais olhar para trás.
Tudo que sabemos, tudo que somos capazes de hoje fazer, teve um preço alto para cada um de nós.
As recompensas são o pagamento pelo investimento que fizemos nesta jornada.

Te advertimos severamente, olhas em teu coração e diga-nos que não tens dúvida acerca do caminho que estás prestes a eleger.
Volta enquanto é tempo para tua doce vida. Entrete-te com as coisas humanas e mundanas, e esquece que um dia beirou a tal terrível advento.
Este caminho é reservado àqueles que não encontraram a paz em seu coração, e cuja angústia pelo espírito é maior que a própria vida.

Uma vez que inicie tua jornada, toda tua vida será um desafio, tudo virás para provar-te em teu valor, em tua persistência, em tua virtude.
Esta jornada não é para vontades titubeantes, uma vez que coloques os pés do outro lado deste umbral, iniciará uma jornada sem regresso e sem descanso.
Se pensas que podes arrepender-te, não o faças, pois deste ponto não há retorno, uma vez que atravesse esta porta, as trevas que te aguardam são muito piores do que aquelas de onde vieste. Por esta porta não regressarás, tomarás uma muito mais perigosa e terrível, se não seguires em frente, uma vez dentro.

Se vens de coração livre, se vens com vontade inquebrantável fazer teu juramento, então o faças, é chegada a hora.
Se aproxima um novo dia, se ergue mais uma vez a aurora imortal, e os velhos Deuses vêm honrar este sagrado momento.

Estás realmente disposto?
(O Neófito responde a critério próprio.)

A Grande Chama universal da vida hoje resplandece com magistral beleza e formosura, ela vem atender tua prece, escutar teu juramento, e te entregar a palavra que deverás usar para encontrar a tua própria.
Tudo terá de ser conquistado, nada no fundo te serás dado, e o que te entregamos hoje, pagarás o preço, com teu serviço e com teu esforço à humanidade.
Nada deves aos homens, nem nenhuma criatura humana ou divina deverá cobrar-te acerca de qualquer coisa. Ainda assim sempre terás de prestar contas por tuas escolhas nesta jornada.


Faz então teu juramento, é chegado o momento.

Perante os homens e os Deuses, diante do céu e do abismo, perante todas as criaturas conhecidas e desconhecidas, faço meu juramento.
Juro dedicar minha vida, em busca de toda verdade, de lutar por compreender e por encarnar os mistérios que possa me de parar em minha jornada.
Hoje sou aquele que caminha, hoje sou aquele que vê, nada de mim ficará oculto ou inacessível, pois sou a imensidão sem limites que tudo envolve e tudo embarca.
Agora sou parte de ti, e tu és parte de mim, ó Deus majestoso, e tudo que farei será para honrar este encontro e esta aproximação até que sejamos mais uma vez um só Ser.

Teu compromisso não é conosco, é contigo mesmo, com tua Divindade. Honre a isto, e honrará a todos nós, e também a nossa busca que é a mesma tua.
Ainda quando encontre o que buscas, tua jornada não terminará, mais além do que és, está aquilo que todos somos, mais além da tua Divindade, está a Grande Divindade, e ainda mais além disto, a fonte original de todo existente, de onde tudo emana e para onde tudo retorna.
Ainda que logre penetrar no princípio imanifestado da Grande Divindade, outra jornada te aguarda, assim que não te canses, não descanses, pois tua jornada é longa e árdua.

Mundos nasceram, mundos pereceram, e nós que aqui hoje te aconselhamos, ainda não chegamos até a ultima meta, há Deuses que mesmo antes da criação de todo o existente, já haviam iniciado esta jornada, e por longos dias e noites do grande Absoluto, ainda percorrem este caminho.

Talvez hoje ainda não compreenda o caminho que tomaste, mas em seu momento, entenderá nossas palavras. Então serás tu a quem caberá dizer estas mesmas palavras que hoje dizemos a ti.


Vá, siga o teu caminho, nos reencontraremos sempre que seja prudente e necessário.

FIM


(Se a resposta do Candidato for negativa em qualquer momento)
(De costas para o neófito) As estrelas por alguns momentos brilharam em cintilante angústia por esta Alma que vislumbrou a Luz.
Mas tudo tem o seu momento, e a Divindade é paciente e persistente em sua vontade.
(De frente ao neófito) Não é porque não estejas pronto hoje, que não sejas digno desta jornada, ainda nos encontraremos mais uma vez, quando for justo e apropriado o momento e tuas intenções tornarem-se claras para ti mesmo.
É admirável o esforço que necessita o homem para encarar suas próprias verdades, respeitamos tua decisão.
Vá, volte ao mundo, e prepara-te para o desafio, ou esforça-te para esquecer o que ouviste e viste, se teu coração é capaz.

24/08/2017